TOPO
ATIVIDADE PERICIAL RELACIONADA À FATORES DE RISCO PARA DOENÇAS CARDIOVASCULARES EM PERITOS DO CPC RENATO CHAVES EM BELÉM DO PARÁ - Perspectivas
fade
5066
single,single-post,postid-5066,single-format-standard,eltd-core-1.0,perspectivas alto grau-ver-1.0,,eltd-smooth-page-transitions,ajax,eltd-grid-1300,eltd-blog-installed,page-template-blog-standard,eltd-header-vertical,eltd-sticky-header-on-scroll-up,eltd-default-mobile-header,eltd-sticky-up-mobile-header,eltd-dropdown-default,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

ATIVIDADE PERICIAL RELACIONADA À FATORES DE RISCO PARA DOENÇAS CARDIOVASCULARES EM PERITOS DO CPC RENATO CHAVES EM BELÉM DO PARÁ

Luís Basílio Bouzas Nunez Júnior1; Ana Laura Pinto Soares2; Laurivaldo Pinto Soares2; Daniel Pinto Soares2; Raimundo Pinto Soares2.

  1. Professor Especialista Universidade Federal do Pará, pós-graduando em cardiologia e Perito do Instituto Médico Legal Renato Chaves. E-mail:bouzaslbn@gmail.com.
  2. Acadêmico de Medicina da Universidade Federal do Pará.

 

 

RESUMO 

Introdução: As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo, e no Brasil representam cerca de 30% dos óbitos. Mais pessoas morrem anualmente por essas doenças do que por qualquer outra causa (ROCHA & MARTINS, 2017). Um aspecto fundamental a ser considerado e implementado, é que a maioria das doenças cardiovasculares (DCV) pode ser prevenida nas populações, por meio da abordagem de fatores de risco comportamentais. Objetivo: Relacionar a execução da atividade pericial com o aumento dos fatores de risco que predisponham ao desenvolvimento de DCV. Metodologia: Pesquisa exploratória, desenvolvida com 21 peritos, realizada por meio de reuniões no IML do Município de Belém com palestras informativas sequenciais demonstrando os principais fatores modificáveis e não modificáveis para doenças cardiovasculares e aplicação de questionário para verificação de indivíduos com dislipidemias, Hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus. Marco Conceitual: o perito, na execução de sua atividade profissional, está em constante situação de estresse, sendo esse um dos principais fatores modificáveis envolvidos na etiologia das DCV, e por Belém ser considerada  a décima cidade mais violenta do mundo, com base no número dos homicídios dolosos registrados nos órgãos oficiais de segurança (ONG SEGURIDAD, JUSTICIA Y PAZ, 2018), esses profissionais são sobrecarregadas psicologicamente, o que pode aumentar os níveis pressóricos, o estresse e agravar problemas de saúde . Resultados: A maioria dos indivíduos era do sexo masculino (61,9%), com idade entre 30 e 74 anos, da cor parda (80,9%). A prevalência de doenças cardiovasculares foi de 57%, sendo as mais predominantes as dislipidemias 42,8%, HAS 19%, HAS associada a dislipidemias 9,5% e DM 4,7%. Conclusões: Os resultados revelaram que a maioria dos peritos participantes do estudo apresentam alguns fatores de risco, como a hipertensão arterial, dislipidemias, diabetes, estresse entre outros. Devido a isto, foi trabalhada a prevenção, visando à modificação de alguns hábitos de vida, com a finalidade de retardar e/ou reduzir a incidência destas doenças.

Artigo impresso em: 2019-08-17 08:32:18


  1. Las 50 Ciudades Más Violentas del Mundo 2017 + Metodología. Disponível em:<https://www.seguridadjusticiaypaz.org.mx/> Acesso em: 20 de agosto de 2018.
  2. ROCHA, R.M.; MARTINS, W.A.; Manual de prevenção cardiovascular .-1. ed. -- São Paulo: Planmark; Rio de Janeiro: SOCERJ - Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro, 2017.
Luís Basílio Bouzas Nunez Jr.

Ana Laura Pinto Soares

Laurivaldo Pinto Soares

Daniel Pinto Soares

Raimundo Pinto Soares



ABMLPM - Associação Brasileira de Medicina Legal e Perícias Médicas - afiliada à AMB
Escritório Administrativo - Av. Brigadeiro Luiz Antonio, 278 – 7º andar – Bela Vista
São Paulo – SP – CEP: 01318-901
Fone: (11) 3101-5994 / Celular: (11) 9.7403-4818 (operadora Vivo)

296